Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

PM localiza carro de pastor morto em assalto e detém suspeito em Fortaleza; homem é liberado após depor

Publicada em 13/09/18 as 14:07h - 52 visualizações

por Por G1 CE


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Carro roubado de pastor foi encontrado no Bairro Vila Peri, em Fortaleza  (Foto: Foto: Reprodução/TVD)
 Polícia Militar localizou na noite desta quarta-feira (12) a caminhonete do pastor Antônio Wanderlei Costa, assassinado durante um assalto no Bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza. De acordo com a PM, um homem foi conduzido para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para prestar depoimento sobre o caso, mas ainda não há confirmação que ele tenha participado do latrocínio (roubo seguido de morte).

O pastor Antônio Wanderlei Costa foi mortos a tiros durante o assalto na frente da casa de um amigo. A vítima morava em Tianguá, mas estava na capital para participar de um evento religioso. O corpo dele foi enterrado nesta quarta-feira.

O veículo foi encontrado no Bairro Vila Peri, distante cerca de cinco quilômetros do local do crime. Moradores do bairro informaram à polícia que a caminhonete Hillux foi abandonada na Rua Eça de Queirós na segunda-feira (10), data em que ocorreu o latrocínio.

De acordo com sargento Duarte, da Polícia Militar, o patrulhamento policial chego ao local com a ajuda de denúncias da população. O sargento constatou que o carro tinha queixa de roubo e, ao verificar no sistema, identificou que era o carro roubado do pastor.

"A polícia fechou o cerco e chegou ao indivíduo, que foi abordado por uma de nossas viaturas. Até agora, é tratado como um suspeito, com forte indício de autoria, mas é suspeito. Cabe agora à DHPP, juntamente com a perícia, buscar a elucidação do inquérito. As investigações vão continuar por parte da polícia judiciária", contou o sargento em entrevista à TV Diário.

Investigação

Equipes da Perícia Forense e da DHPP foram acionadas e iniciaram as perícias criminais no veículo. A caminhonete e o suspeito detido foram conduzidas para a Delegacia de Homicídios.

G1 entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (DHPP) para saber se o suspeito segue preso por participação no crime, mas o órgão ainda não se pronunciou a respeito do caso.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Visitas: 9514   Usuários Online: 13

Nosso Whatsapp

 88 9 9900-0389

Copyright (c) 2018 - TV Aracati - A sua TV de Verdade - Todos os direitos reservados